Seja bem-vindo ao Giulia Be Brasil, sua primeira, maior e melhor fonte sobre a cantora e compositora brasileira, Giulia Be. Aqui você encontrará notícias sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas e uma galeria repleta de fotos. Reconhecido pela Warner Music Brasil, somos um site feito por fãs, onde procuramos postar informações para outros admiradores do trabalho da cantora brasileira, além de nós. Caso reproduza alguma notícia de nosso site, nos dê os devidos créditos. Esperamos que goste de nossos conteúdos e volte sempre!
15.05

Fugindo do estilo comercial, cantora adota um estilo próprio em seu primeiro compilado.


Giulia Be vem trilhando a sua ascensão no pop brasileiro, a evolução da cantora através de seus singles, apontaria que ela lançaria um EP mais leve e alegre, trazendo reflexões em suas letras. E de fato, ocorreu. Com lançamento nessa sexta-feira (15/04), o EP intitulado “Solta” é o seu primeiro compilado, contendo singles já conhecidos e músicas novas.

Sua primeira faixa, intitulada “recaída”, é uma dessas novas músicas. A letra faz jus ao título, indicando que a garota está disposta a reatar provisoriamente com seu ex namorado, para matar sua saudade. Como o próprio refrão diz: “Bem, bem, tô afim de dar. Aquela recaída, vamos se encontrar.”

A segunda faixa, “se essa vida fosse um filme”, envolve uma declaração, claramente demostrando se entregar ao amor de forma definitiva, sem pudores. Com uma batida leve e o som suave da guitarra dedilhada, uma letra que transmite calmaria, tem todas as características de uma balada.

“não era amor”, a próxima, quebra todo o conceito de reatar um amor antigo e se entregar, estabelecidos nas músicas anteriores. É uma música sobre desilusão amorosa e reflexão, onde se questiona se o relacionamento, agora fracassado, envolvia sentimentos de ambos os lados ou não. Sua melodia tem características de um pop mais leve, ainda assim contendo a identidade de Giulia.

A quarta faixa, intitulada “eu me amo mais”, transmite a mensagem de se colocar em primeiro lugar, independentemente de qualquer circunstância ou sentimento. Retrata a emancipação.

A penúltima faixa, “menina solta”, dispensa grandes apresentações, por ser o primeiro single da leva de impor seu estilo próprio e por ser a música que mais fez sucesso comercialmente desse ep, se tornando um hit. Sua letra é simples e direta, onde discute ser empoderada, desimpedida, dona de si e livre para fazer suas próprias escolhas. Uma música que transmite alegria, por seu refrão chiclete e batida animada.

Chegamos a última faixa, precisamente um interlude, intitulado “outro”, onde o som de Ukelele acompanha uma composição linda e reflexiva sobre recomeços.

O interessante é que observar o resultado das criações narrativas da compositora, como uma reflexão de seu próprio espírito criativo e conceitual. A evolução musical da cantora foi tão bem encaminhada que agora ela retorna independente e poderosa, criando atmosferas que compõe a sua própria identidade dentro do EP.

Giulia Be segue como um daqueles nomes que empolgam e instigam a curiosidade pelos seus próximos passos. 


Por: Enola Fernandes, Elizandra Sanches, GBEBR

Layout criado e desenvolvido por Lannie D
Todos os direitos reservados ao Giulia Be Brasil • Hosted by Flaunt